segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Capitulo 20 - Confusa!


´´ O meu medo de saber a reação dele, era maior do que tudo o que passei. ´´ 


 Justin continuava encostado na parede do banheiro, eu já estava sem roupas pronta para entrar de baixo do chuveiro, quando sinto ele pegando meu braço e instantaneamente me beijou, logo descendo os beijos por meu pescoço.
-Você é safado em - Sussurrei em seu ouvido passando as mãos por de baixo de sua camiseta.
-Falo o mesmo. - Ri.
 Ele continuava a me beijar, tirei a blusa dele e joguei-a junto as minhas roupas. Ele mesmo foi tirando a calça e me empurrou para o box, a água caia em suas costas, enquanto as minhas estavam geladas por conta da parede.. Mas um fogo interno já subia em mim, e o culpado disso era Justin. Poderia estar agora pronta para ter uma transa dos deuses, mas ainda alguém sussurrava para mim "Você está grávida. Como você vai contar pra ele?", eu tinha um medo de perder ele por conta dessa criança... Mas não quero perder esse pequeno que agora cresce dentro de mim por nada, agora que eu soube, eu quero cuidar dele como se fosse a única pessoa no mundo, quero dar o carinho, o amor que faltou para mim, não querendo falar que minha mãe não me deu o carinho que precisava, mas quando ela entrou para aquela vida dela tudo mudou... Meu pai? Eu tenho um ódio mortal por ele desde que ele me "deu" de graça para Richard..
-Julie? Ta tudo bem? - Justin falou, eu estava tão ligada em meus pensamentos que nem me dei conta do que estava fazendo. Quero esquecer disso nem que seja por um minuto, e é o Justin que vai me ajudar a esquecer. Assenti e comecei a beija-lo, ele se surpreendeu mas aceitou o beijo, afinal, se ele não aceitasse eu acharia muito estranho.
 O beijo dele me enlouquece, como seria um mundo sem que eu possa ter essa boca a qualquer momento? Preferia não pensar sobre isso. Ele apertava minha bunda e me prensava mais contra a parede, já sentia o membro dele em minha perna, mesmo estando de cueca. Minha mão passeava por seu corpo até que cheguei onde queria, apertei o membro dele e ele mordeu meus lábios não tão forte, mais o bastante para doer. (+) Coloquei minha mão por dentro de sua cueca e comecei a fazer movimentos de vai e vem, ele alternava em apertar minha bunda e meus seios, quando parou de apertar e partiu para os chupões. Mais nada de pescoço não, foi direto ao meu seio direito chupava e passava língua por tudo, isso me exitava cada vez mais.
 Quando ele resolveu parar, desliguei o chuveiro, e agora era ele que estava encostado na parede. Me ajoelhei e comecei a chupar o membro dele, coloquei tudo o que podia em minha boca, chupava lentamente e ele já estava dando piti. (+) Me levantei e ele não pensou duas vezes, me penetrou assim que eu encostei nele, dizendo malícias em meus ouvidos ele me deixava mais louca ainda, um bom tempo depois nós estávamos cansados, saímos do box e fomos para a banheira, como não tinha água foi melhor, ele deitou na banheira, mesmo fria e eu subi em cima dele. Logo comecei a cavalgar (+), depois de gozar algumas vezes Justin me puxou para um beijo, um beijo longo e lento, como se ele soubesse que eu precisava de um consolo...
-O que foi? - Disse
-Não posso te beijar?
-É que você nunca me beijou assim durante o sexo. - Disse o encarando.
-Hum, mais e isso eu posso fazer? - Ele me pegou de surpresa, em questão de segundos minhas costas se chocam ao fundo da banheira e sinto Justin me penetrar rápido (+)
[...]
 De volta ao chuveiro estávamos novamente em um beijo lento de baixo do chuveiro, ele segurava em
minha cintura e eu sorria quando ele descia a mão boba dele até minha bunda. Mais eu precisava dizer que estava grávida, eu não ia conseguir guardar isso por muito tempo e logo logo essa barriga vai começar a crescer, então o quanto mais rápido eu contar, mais rápido eu descubro se ele vai aceitar isso de boa.
-Justin? - Disse com a cabeça em seus ombros.
-Oi. - Não parecia ele, ele estava muito calmo para ser ele.
-Tenho uma coisa para te contar..
-Conta então. - Ele me fez afastar um pouco dele para olhar para mim. Fechei meus olhos e senti lágrimas se formando. - O que foi? É alguma coisa à ver com aqueles exames? - Fiz que sim com a cabeça já com lágrimas descendo pelo meu rosto.  - Eu sabia que não era só aquilo, o que é? Pode falar. - Como já tínhamos tomado banho normalmente, peguei minha toalha, me enrolei e sai do banheiro, vi que Justin ia vim atras de mim, coloquei uma blusa qualquer e um short curto para dormir mais tarde. - Dá pra você me falar ou vai ficar calada? - Disse Justin saindo do banheiro com uma toalha enrolada em sua cintura.
-Eu não sei qual vai ser sua reação, mais eu queria que você pelo menos saiba e que dê nem que seja um minuto de amor.
-Você já está me deixando preocupado Julie. - Estava confusa.
-Eu.. Eu.. - Abaixei minha cabeça - Eu estou grávida - Disse tão baixo que eu acho que ele nem escutou.
-Dá pra falar mais alto por favor? - Olhei para ele.
-Você promete que não vai fazer nada comigo?
-Você já está me deixando sem paciência Julie.
-Ta bom, ta bom. Eu to grávida, e você é o pai. - Ele escutou e não falou nada, só ficou me olhando com cara de assustado.
-Você.. Você tem certeza disso?
-Sim, os exames deu isso, e você só pode ser o pai. Porque lá na boate Richard fazia a gente tomar remédios, e quando eu sai de lá eu parei de tomar..
-Você quer dizer que eu vou ser pai aos meus quase vinte anos?
-Eu tenho dezessete Justin.
-Eu vou ser pai? É isso mesmo? - Ele disse com um pequeno sorriso no rosto. Eu assenti - Por que não me disse isso antes?
-Medo. Medo de você rejeitar, de você ficar bravo e me expulsar daqui e eu ter que procurar algum lugar para cuidar do meu filho sem nenhum dinheiro. - As lágrimas novamente caiam.
-Eu nunca que iria fazer isso Julie. - Ele caminhou até a cama e se sentou do meu lado - Nunca, eu não sou nem louco de expulsar você daqui, principalmente esperando um filho meu.
-Mais eu pensei que você pudesse fazer isso.
-Você vai ter esse filho, e eu vou ensina-lo a ser que nem o papai - Ele disse se gabando e arrancando um sorriso meu.
-Que nem você? Mais e se for menina?
-Vai ser que nem eu do mesmo jeito!
-Então quer dizer que você está feliz com isso?
-Feliz? Julie, eu vou ser pai. - Ri
 Senti um alivio em mim, meu corpo ficou mais leve, eu não tinha palavras para descrever tudo isso. Ele tinha aceitado de boa, sem nenhum chilique, eu pensei que ele ia me matar na hora em que eu contasse, mas Deus foi legal comigo.. Eu agora só tinha uma coisa na minha cabeça, e se essa criança nascer e ele não quiser dar atenção? Não quero pensar nisso porque eu pensei que ia dar tudo errado e deu tudo bem diferente do que eu pensava. E que essa praga caia sobre o que eu acabei de pensar.
-Preciso falar para os caras. - Ele disse se levantando da cama
-Não, por favor. Não conta - Disse indo de encontro com ele.
-Por que?
-Por favor, não queria que ninguém soubesse por enquanto.
-E suas amigas?
-Elas não vão saber que eu te falei, então não vão tocar no assunto.. Eu só te peço que não conte.
-Mais pretende contar quando?
-Logo. - Sorri de lado.
-Ok.. Mais você vai ter que vir comigo.
-Pra onde?
-Pro meu quarto. - Justin pegou me braço e me empurrou pelo corredor até o quarto dele. Chegando lá começou a me beijar do jeito que eu conhecia. - Você vai dormir comigo hoje.
-Dormir mesmo né?
-Se você quiser outra coisa.. - Ele fez cara de safado.
-Estou cansada - Fiz bico.
-Tudo bem, mais você vai dormir aqui hoje.
  Nos deitamos na cama, ficamos conversando por um bom tempo mas acabei caindo no sono. No dia seguinte acordei e não vi Justin no quarto, sai do quarto dele e fui até o meu, fiz minhas higienes e coloquei uma roupa adequada para passar o dia. As meninas ainda não tinham acordado, desci para tomar meu café e dou de cara com Pattie.
-Oi querida.
-Oi Pattie - Sorri
-Como foi a noite?
-Ótima em comparação com as de antigamente.
-Venha comer alguma coisa. - Me juntei a ela na mesa.
-Sabe do Justin?
-Eu cheguei e ele não estava aqui.. - Sorri e não disse mais nada. - Você está bem?
-Estou sim, por que?
-Sinto que você tem algo para me contar. - Arregalei os olhos.
-Não não Pattie. Não tenho nada não.
-Não mesmo?
-Não! -Sorri
-Se quiser falar eu estou aqui em. - Ela piscou e se levantou da mesa indo até o jardim.
 Depois que eu terminei meu café fui para a sala, me sentei no sofá e comecei a "assistir" um filme que estava passando na tv, não estava entendendo nada do filme porque não peguei do começo, afinal já estava acabando.
-Ju - Megan disse alto se sentando ao meu lado no sofá.
-Meg. - Sorri
-Ontem, eu passei pela porta do seu quarto, pensei que estava sozinha. Mais não, só escutei " Ai Justin ".
-Meu Deus Megan - Senti meu rosto pegando fogo de vergonha.
-Qual a vergonha? Só de saber que você está grávida, já da para perceber que você transou, e transou muito com ele. - Ela queria me matar de vergonha hoje.
-Para com isso. - Coloquei minhas mãos em meu rosto e ela riu.
-Mais então.. Está bem?
-Estou sim..
-Essa criança ai não fez mais bagunça com a mãe?
-Pelo visto ainda não.
-Bom mesmo, porque se ela fazer mais alguma coisa eu vou dar uns belos tapas.
-Olha. Vai bater no meu pequeno?
-Ju, agora me fala. Você quer menino ou menina?
-Se fosse para escolher, preferia não ter nenhum dos dois.
-Ai para com isso. Estou falando sério.
-O que vim está de bom tamanho.
-Fala sério Julie. Fala logo qual você prefere?

-Eu já disse, o que vim está de bom tamanho. Mas eu preferia menina porque eu ia enche-la de mimo - Disse sorrindo - Porém, se vim menino eu vou encher de mimo também.
-E se vim os dois?
-Eu não sei nem como eu vou cuidar de um imagina de dois Megan.
-Ué.. Só uma observação.
-Que Deus não tenha escutado essa sua observação.
-Acho melhor eu ir tomar meu café antes que você me mate.
-Isso mesmo. E eu vou subir.
-Ok.. Até daqui a pouco.
 Ela foi até a cozinha e eu subi, quando estava no ultimo degrau da escada recebo uma mensagem com um numero desconhecido, mas sabia que a mensagem era de Justin.
"Bom dia princesa"
"O que deu em você para me chamar de princesa?"
"Descobri que vou ser pai"
"Ok, agora se eu não tivesse te contado, não teria nada de mensagens?"
"Não importa. O que importa é o agora."
"Até quando vai dar uma de filosofo?" 
"Não faço mais nada de "mais" romântico"
"Você não combina com um jeito romântico."
"Eu sei ;)"
"Aonde você está?"
"Chegando."
"Dá onde?"
"Curiosa."
"Muito."
"Só dei uma passada no galpão para deixar algumas coisas. Resumindo, vou estar em casa o dia todo."
"Sério?"
"Serio!"

Depois disso não trocamos mais mensagens e ele chegou em questão de minutos. Chegou até a me assustar quando entrou no quarto.
-Justin que susto! - Disse saindo do banheiro.
-Estava aprontando por acaso?
-Não.. - Disse indo até ele.
-Não mesmo?
-Não. Pode revistar o quarto se quiser.
-Shi! - Ele colocou um dedo em minha boca e em seguida me deu um beijo.
-Justin.. Você não contou pra ninguém né?
-Sobre? - Coloquei minha mão em minha barriga. - Ah, não, não.
-Não mesmo? - Ele fez que não com a cabeça.
-Quando você vai contar para todo mundo logo?
-Eu quero pelo menos ter três meses.
-Vai demorar muito.
-Só mais dois.
-Então Julie.. Quero falar logo para o caras.
-Tem como esperar só mais um pouco?
-Não.
-Apressado.
-Vai me dizer que você não gosta da minha pressa?
-Ai se fecha Justin! - Disse caminhando para minha cama.




Oi gente oo/
Me desculpem a demora, muitas coisas pra mim fazer, idéias não cooperando, e dores idiotas :o
Demorei mais to aqui. Capitulo nada a ver eu sei >.< Mais agora vai andar do jeito que eu quero shaushau.
Bom é isso, espero que vocês tenham gostado..
Continuo?



Linda : Claro.. Safadezas nunca são de mais. *-*

Jariana Biegrande : Continuei, obg ^^

Ludmilla : Vocês passam o nivel de safadeza em? shaushau

Anna Laura : Pera, você ta grávida? Quantos anos você tem? :o

Lais : Vocês gostam em.. Se todos os caps fossem hots vocês iriam adorar de mais né? Ai obg :3

Anonimo : Continuei *-*

Amanda : tava tão na cara assim? *0* Claro amor, já está na aba de divulgação :) Continuei 

bjos \00